sábado, 30 de julho de 2016

Piauí tem uma das maiores jazidas de ferro do Brasil com cerca de 1 bilhão de toneladas

Até pouco tempo atrás marcado apenas pela seca e miséria, o Piauí vem a cada ano mostrando cada vez mais que é dono de grandiosas riquezas naturais e minerais.  E quando o assunto é minérios, ao contrário do que as pessoas pensam, o Piauí é rico em recursos minerais, possuindo jazidas de diabásio, calcário, mármore, níquel e do minério de ferro.

Piauí é rico em minérios e possui uma das maiores jazidas de minério de ferro do Brasil /
 Imagem ilustrativa - Bemisa

O Piauí possuí uma das maiores jazidas de minério de ferro do Brasil, ela está localizada no município de Paulistana, que fica na região sudeste do estado, e está estimada em cerca de 1 bilhão de toneladas. Só para servir de comparação, a mina de Carajás, no Pará, possui cerca de 17 bilhões de toneladas e é a maior do mundo.

A jazida de ferro está localizada em Paulistana,
no sudeste do Piauí / Imagem: Wikipédia
A empresa Bemisa é quem realiza as pesquisas e irá explorar a jazida encontrada na cidade de Paulistana. A empresa pretende investir aproximadamente R$ 3 bilhões provenientes do grupo Bemisa e do BNDES.

O Grupo Bemisa obteve da SEMAR-PI (Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí) a outorga definitiva para captação anual de 15 milhões de metros cúbicos de água, o que representa cerca de 5% da capacidade total da Barragem de Poço do Marruá, localizada no município de Patos, no Estado do Piauí, a cerca de 60 km de distância do empreendimento. 

Com relação ao suprimento energético, uma linha de transmissão de 500 kV, passa a apenas 10 km da área do Projeto Planalto Piauí. O Ministério de Minas e Energia já concedeu a portaria que autorizará o empreendimento a acessar a rede básica e se conectar com o sistema nacional de energia elétrica.

  A quantidade de ferro estimada da reserva
   é de 1 bilhão de toneladas / Imagem: Bemisa
O projeto também já obteve a licença de instalação para implantação da mina, planta de beneficiamento e toda infraestrutura necessária. Além disso, conta com concessão de lavra, emitida pelo Ministério de Minas e Energia (MME), para exploração de minério de ferro na área do projeto

Primeira indústria siderúrgica do estado

Uma industria siderúrgica deverá ser instalada em Paulistana para o beneficiamento do minério de ferro, foi o que disse o então secretário de mineração Paes Landim, em 2012. Ele recebeu garantias de grupos locais para a elaboração de um projeto de viabilidade técnica e econômica para a instalação de uma assearia no município de Paulistana. Esta será a primeira indústria siderúrgica do Estado.

“Nesse local será trabalhado a transformação do ferro de forma intermediária. Será de grande importância, pois será capaz de suprir o mercado local e das regiões vizinhas com ferro, vergalhões, entre outros”, disse o secretário ao comentar que a própria Bemisa garantiu uma cota na assearia.

Fonte: Bemisa

<<<==================================================>>>
Leia também:

A arte macabra de fotografar mortos no século 19

Fordlândia, a cidade perdida que Henry Ford construiu no meio da Amazônia

O trágico acidente automobilístico que matou 50 pessoas no Piauí em 1985 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...