quinta-feira, 8 de abril de 2021

Aeroporto de Teresina é privatizado em leilão

O Aeroporto de Teresina Senador Petrônio Portella foi leiloado nesta quarta(7) e arrematado pela Companhia de Participações em Concessões, do grupo CCR. O aeroporto da capital piauiense foi leiloado junto com outros 28 aeroportos em um leilão que arrecadou R$ 3,3 bilhões.

Aeroporto de Teresina

O Aeroporto de Teresina estava no bloco Central, que foi arrematado pela CCR por R$ 754 milhões, ágio de 9.156%. No bloco estavam os aeroportos de Goiânia (GO), São Luís e Imperatriz (MA), Teresina (PI), Palmas (TO) e Petrolina (PE).

Projeto de ampliação do Aeroporto de Teresina

A concessão do Aeroporto de Teresina prevê um investimento de R$ 302 milhões ao longo de 30 anos. Destes, R$ 64 milhões serão gastos apenas com desapropriações. A estimativa é que uma área de 30.832 m² seja desapropriada para adequação e obras.

O contrato de concessão do Aeroporto de Teresina tem duração de 30 anos.

O leilão foi feito na chamada InfraWeek, na qual o governo irá leiloar portos, aeroportos e ferrovia.

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Ex-prefeito Firmino Filho morre as 57 anos

O ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho, morreu nesta terça-feira(6), ele caiu do edifício Manhattan River Center, que fica na avenida Arêa Leão, na Zona Leste de Teresina, por volta das 3 horas da tarde de hoje.

Firmino Filho morre aos 57 anos /  Imagem: Cidade Verde

Uma testemunha que trabalha no edifício disse que Firmino subiu até o 14° andar onde fica seu escritório, ele era concursado do TCU(Tribunal de Contas da União), minutos depois as pessoas já viram o corpo estendido na calçada.

Firmino Filho morre aos 57 anos

Ainda não se sabe como Firmino caiu do prédio. Os sapatos e o celular de Firmino foram encontrados no andar em que ele estava. No chão estava apenas o óculo. Firmino foi encontrado descalço e usando máscara. Uma filha do ex-prefeito, Bárbara Silveira, foi até o local reconhecer o corpo. O ex-candidato a prefeito de Teresina, Kleber Montezuma, e outros políticos também estiveram lá.

Kleber Montezuma esteve no local
Kleber Montezuma esteve no local
O deputado Júlio Arcoverde também esteve no local

A polícia esteve no local preservando o local do possível crime para que o trabalho da Polícia Civil comece.

Firmino Filho morre aos 57 anos
Firmino Filho morre aos 57 anos
Firmino Filho morre aos 57 anos

A prefeitura de Teresina decretou luto oficial de três dias e cancelou a agenda administrativa pelo resto da semana. Em nota, a gestão lamentou o falecimento do político e reconheceu os relevantes serviços prestados pelo ex-prefeito à frente do poder executivo municipal.

Firmino Filho
Kleber Montezuma e Firmino Filho / Imagem: Meio Norte

Firmino Filho foi prefeito de Teresina durante quatro mandatos, primeiro de 1997 a 2004, e depois de 2013 a 2020. Firmino também foi deputado estadual e vereador de Teresina.

Firmino nasceu em 16 de dezembro de 1963, tinha 57 anos, era economista e concursado do TCU(Tribunal de Contas da União) e professor da Universidade Federal do Piauí.

domingo, 14 de março de 2021

Piauí ganhará nova usina de energia solar com capacidade para gerar até 500 MW

O Piauí vai ganhar um novo parque de geração de energia solar, foi o que informou a empresa Celeo Redes Brasil, que participou de reunião com o governador Wellington Dias, na sexta-feira(12), para apresentar os projetos que a empresa já tem e pretende implantar no Piauí.

Usina solar da Celeo em São João do Piauí

A Celeo quer construir um parque de geração de energia solar entre os municípios de Buriti dos Lopes e Bom Princípio do Piauí, no norte do estado. O novo parque solar terá capacidade para gerar entre 400 e 500 megawatts de energia e tem previsão para entrar em operação até janeiro de 2025. Serão investidos entre R$ 1,2 e R$ 1,5 bilhões de reais na implatação do novo parque solar. A empresa irá priorizar o uso de mão de obra local na construção, que deve gerar cerca de mil empregos diretos.

Outros investimentos

Rede de distribuição da Celeo em São João do Piauí

A Celeo Redes Brasil já tem empreendimentos no Piauí, a empresa possui uma usina de energia solar em São João do Piauí e pretende fazer uma ampliação, que, segundo o governador, irá gerar mais 224 MWp, dobrando a capacidade de geração da usina. A Celeo também está construindo um linhão de energia que atravessa o Piauí em direção ao Ceará, um investimento de aproximadamente R$ 1 bilhão de reais.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Terras em litígio entre Ceará e Piauí são do Piauí, conclui perícia do Exército

Uma perícia técnica feita pelo Exército para determinar a quem pertence as terras em litígio entre o Piauí e o Ceará concluiu que as terras pertencem ao Piauí, e mais do que isso, a perícia chegou a conclusão que o Ceará perderia vários municípios inteiros para o Piauí.

Segundo a perícia, o Ceará perderia integralmente os municípios de Ibiapina, São Benedito, Guaraciaba do Norte, Carnaubal, Croatá e Poranga, a sede de Ubajara, além de faixa do litoral com parte dos territórios dos municípios cearenses de Camocim e Chaval, somando 35 distritos e 806 localidades.

A perícia foi determinada pelo STF(Supremo Tribunal Federal) em processo movido pelo governo do Piauí que reivindica as terras em litigio.

Áreas de litígio entre Piauí e Ceará

O Exército já fez um trabalho semelhante que beneficiou o Piauí, a perícia do exército concluiu que terras agrícolas ocupadas por Tocantins pertencia ao Piauí e com base na perícia o STF devolveu as terras para o Piauí

O Exército fará ainda uma aerofotometria e está faltando decidir se será feita com avião com equipamentos para a perícia ou por satélites.

A perícia sobre o litígio com o Ceará custou R$ 7 milhões de reais, mas o Ceará se recusou a pagar a sua parte de R$ 3,5 milhões e o governo do Piauí pagou integralmente a perícia.

O deputado estadual cearense Acrísio Sena (PT) disse que o Ceará vai perder municípios para o Piauí se não houver uma grande união dos cearenses:

“É necessário a união da Assembleia Legislativa, deputados federais e senadores cearenses e a realização de uma ampla campanha envolvendo a população – inclusive com realização de plebiscito – para evitar que 245 mil pessoas, com vínculos culturais e históricos com o Ceará, passem a ser piauienses do dia para a noite, como aconteceu com Tocantins, que perdeu, em 2020, em ação semelhante, 140 quilômetros quadrados para o Piauí”, disse Acrísio Sena.

Litígio

O Piauí e o Ceará tem uma grande área em litígio na fronteira entre os dois estados na Serra da Ibiapaba, a região é conhecida como Faixa de Gaza do Nordeste. O litígio começou em 1880 quando o Piauí e o Ceará chegaram a um acordo para que o Ceará devolvesse o atual litoral do Piauí, que havia sido ocupado pelos cearenses, em troca o Piauí deu ao Ceará os municípios de Independência e Príncipe Imperial(hoje Crateús). O decreto do imperador Dom Pedro II dizia que a Serra da Ibiapaba seria o divisor dos dois estados, com o Piauí ficando com o lado oeste e o Ceará com o leste. No entanto, desde então os dois estados começaram a disputar a área até que o Piauí entrou com uma ação no STF pedindo a devolução do território em disputa e a demarcação da fronteira.

As informações são do blog do Efrém Ribeiro.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Moro derrota Bolsonaro no segundo turno, diz pesquisa XP/IPESPE

Nova pesquisa XP/IPESPE mostra que Sergio Moro derrotaria o presidente Bolsonaro em um eventual segundo turno das eleições 2022. Moro aparece com 36% das intenções de votos, contra 32% de Bolsonaro.

Moro derrotaria Bolsonaro, segundo XP

O cenário das eleições 2022 parece não ser muito positivo para Bolsonaro, pois, além de perder para Moro, o presidente vence os demais candidatos por margens pequenas, menos de 5% de vantagem, não parece muito para quem é o presidente da república.

Bolsonaro também está em baixa na aprovação, segundo a pesquisa, apenas 30% aprovam o governo Bolsonaro, 8 pontos a menos que há 2 meses atrás, já 42% reprovam, quarto mês seguido de alta na reprovação.

sábado, 23 de janeiro de 2021

DataFolha e EXAME mostram aprovação de Bolsonaro despencando

Pesquisas EXAME e DataFolha mostram a aprovação de Bolsonaro em queda. No DataFolha, Bolsonaro viu sua aprovação despencar de 37% para 31%, já a reprovação subiu de 32% para 40%. 26% consideram o governo regular, antes eram 29%.

Aprovação de Bolsonaro está em queda

Já a pesquisa Exame/Ideia mostrou uma queda ainda maior, a aprovação do presidente caiu de 37% para 26%, já a reprovação subiu para 45%.

Já a aprovação ao governo como um todo teve uma queda semelhante, caiu de 38% para 27%, e a reprovação subiu de 34% para 45%.

A crise de coronavírus em Manaus, a demora na vacinação e o fim do auxílio emergencial explicam a queda na aprovação do presidente.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Aprovação e intenções de voto de Bolsonaro em queda, mostra pesquisa XP/Ipespe

Pesquisa XP/IPESP mostra que em janeiro, primeiro mês sem auxílio emergencial, a aprovação do governo Bolsonaro caiu 6 pontos, de 38% para 32%, já a reprovação subiu de 35% para 40%.

Aprovação de Bolsonaro cai

É a primeira vez, desde maio do ano passado, em que há aumento no percentual dos críticos ao governo e redução no de apoiadores. É também a primeira vez, desde julho, em que a avaliação negativa supera a positiva. Para 26% o governo Bolsonaro é regular, em dezembro eram 25%.

Aprovação do governo Bolsonaro

A pesquisa também mostra que a maioria não aprova a gestão da pandemia feita por Bolsonaro, 52% consideram ruim ou péssima a atuação de Bolsonaro contra o coronavírus, 4 pontos a mais que em dezembro.

Eleição 2022

Segundo a pesquisa, Bolsonaro lidera com folga as intenções de votos no primeiro turno, ele tem 28%, antes tinha 29%, ele é seguido por Sergio Moro (12%), Ciro Gomes (11%) e Fernando Haddad (11%), depois deles vem Luciano Huck (7%), Guilherme Boulos (5%), João Doria (4%), João Amoêdo (3%) e Luiz Mandetta (3%).

Pesquisa XP mostra Bolsonaro na frente

No segundo turno, Moro é o único que venceria Bolsonaro, o ex-ministro tem 36% e Bolsonaro 33%, na pesquisa anterior o presidente vencia por 36% a 34%.

Moro derrotaria Bolsonaro no segundo turno

Bolsonaro venceria todos os outros candidatos, mas por margens pequenas. Vence Haddad por 42% a 37%, Ciro Gomes por 40% a 37%, Boulos por 44% a 31% e Huck por 38% a 34%.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Reprovação de Bolsonaro sobe para 52%, segundo pesquisa PoderData

O PoderData divulgou a primeira pesquisa após o fim do auxílio emergencial, a pesquisa mostra um aumento da reprovação ao governo Bolsonaro e queda na aprovação. Segundo a pesquisa, a reprovação de Bolsonaro subiu de 46%, quinze dias atrás, para 52%, já a aprovação caiu de 47% para 44%.

Aumenta reprovação de Bolsonaro, segundo pesquisa PoderData

Bolsonaro é reprovado nas regiões nordeste e sudeste. No Nordeste, Bolsonaro é aprovado por apenas 30% e reprovado por 63%. Já no Sudeste, Bolsonaro é reprovado por 54%, 40% aprovam. Bolsonaro é aprovado no Norte(73%), no Centro-Oeste(55%) e no Sul(58%).

Trabalho pessoal

Cai a aprovação ao trabalho de Bolsonaro, segundo pesquisa PoderData

Já em relação ao trabalho pessoal do presidente, Bolsonaro é reprovado por 44%(dois pontos a mais do que na pesquisa anterior) e aprovado por 35%(queda de 4 pontos), 18% acham o trabalho do presidente regular.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...